10 Doenças que Afetam Mais as Mulheres

doenças-que-afetam-mulheres



Dia 8 de Março é celebrado o Dia Internacional da Mulher. Nessa data é mostrado um pouco da luta que as mulheres tiveram para conquistar espaço e respeito. Esse movimento foi iniciado pelas mulheres Russas.


O corpo feminino e suas funções foram por muito tempo atingido por mitos e tabus.




De acordo com as ideias da medicina antiga continha um sistema de útero com vaso sanguíneo, que percorria e o ligava com o corpo inteiro. 

Assumiu-se que nenhum escoamento "excesso" de sangue menstrual para no corpo. Além disso, assumiu-se que o útero é livremente móvel e, por conseguinte, pode alterar a sua posição e poderia vaguear por todo o corpo. Esta visão foi apoiada por Hipócrates, Paracelso, Galen e Leonardo da Vinci.

Em última análise, eles voltaram para teorias correspondentes da medicina egípcia antiga. O útero é o culpado por todas as doenças Platão escreveu em um ensaio:

 Nas mulheres [...] o que se denomina matriz ou útero é um animal que vive nela com o desejo de procriar filhos, e quando fica muito tempo estéril, depois da estação certa, suporta com dificuldade sua condição, irrita-se e, vagando por todo o corpo, bloqueia os canais do fôlego, o que dificulta a respiração, provoca extrema  angústia na paciente e é causa das mais variadas perturbações, até que, unindo os dois sexos o amor e a vontade irresistível, eles venham a colher os frutos, como de uma árvore, e semear na terra arável da matriz animais invisíveis por sua pequenez e ainda informes, e, depois de promover a diferenciação de suas partes, alimentá-los, até que dentro eles cresçam, para, por último, com trazê-los à luz, arrematar a geração da criatura viva. (PLATÃO 2001, p. 145)


Mesmo Galen acredita que a ausência de menstruação ou secreções vaginais suprimidos em mulheres com histeria levou, que era um termo geral para sintomas diferentes e diferentes transtornos mentais incluídos, chamado de depressão, ansiedade, esquizofrenia ou psicose são referidos.


A ativista e mística Hildegard Von Bingen foi uma das primeiros estudiosas da obstetrícia separando a superstição das  "queixas femininas" declarou uma especialidade médica para a qual havia tratamentos naturopatas.






Sigmund Freud iniciou o início do século 20, uma investigação psicológica abrangente de doença mental, levou muitas causas (provavelmente sob a influência de antigas performances médicos), principalmente nos problemas sexual retornado.

Ele foi um dos primeiros que - mesmo sob a influência da guerra franco-alemã e a primeira percepção consciente de traumatizadas doenças mental diagnosticada não só afetam as mulheres também afetam soldados.

Entre as muitas doenças que afetam mais as mulheres as mais comuns são:

Corrimentos vaginais


O corrimento vaginal é mais um sintoma que uma doença, o corrimento é o mais comum dos problemas femininos. Quando  são claros e sem cheiro não representam problema algum. Quando o corrimento vaginal apresenta cor escura - marrom, cinza ou amarelada, acompanhado de coceira e/ou mau cheiro, é necessário procurar um ginecologista.


Cistite ou infecção urinária


A Cistite ou Infecção da bexiga é geralmente causada por uma bactéria comum chamada E. Choli que vive em nossos intestinos. Pode acometer os homens também, mas geralmente agride mais as mulheres por termos a uretra mais curta e mais próxima do ânus que os homens. Por isso a prevenção é utilizar o papel higiênico sempre de frente para trás, tomar bastante água, não segurar urina por muito tempo, ter hábitos regulares de higiene e evitar roupas muito apertadas. Mulheres que trabalham sentadas devem ter especial cuidado.


Candidíase


Mais conhecida como cândida, esta doença não é considerada uma DST, embora seja transmissível ao homem. A candidíase causa coceira intensa, corrimento esbranquiçado ou amarelado espesso, ardor ao urinar e nas relações sexuais. A candidíase geralmente surge quando o organismo está com baixa imunidade, em uso de antibióticos, anticoncepcionais, corticoides, nas diabéticas e nas portadoras de HPV. A prevenção consiste em evitar que os fungos que vivem no organismo cresçam, manter a saúde em boas condições, glicose controlada, evitar roupas apertadas e uso de absorventes internos constantemente.

Síndrome  dos Ovários Policísticos


Síndrome dos ovários policísticos é um problema causado por um desequilíbrio hormonal que acaba formando cistos. Esses cistos modificam os ovários, aumentando-os. A mulher com ovários policísticos ovula menos e tem ciclos menstruais irregulares, tem mais liberação de hormônios androgênios e resistência à insulina (diabetes tipo 2).
Os sintomas principais são: dificuldade para engravidar, diabetes, pelos nos seios, buço e queixo. Pele oleosa e acneica, queda de cabelos, obesidade e manchas escuras no pescoço e axilas.

Endometriose


A endometriose é um transtorno ginecológico que causa diversos desconfortos – O endométrio é o tecido que recobre a parte interna do útero, que se descama e se solta na menstruação e quando esse tecido migra para fora da cavidade uterina e se instala no peritônio ou ovários causando cólicas menstruais fortes, diarreia, dor pélvica crônica, dor nas relações sexuais e pode levar à infertilidade. Não se conhece a causa dessa migração, portanto, não há como prevenir.

Mioma uterino


Assim como a endometriose, a fibrose uterina (mioma) acomete as mulheres em idade fértil. É um tumor benigno composto por tecido uterino e pode permanecer estável por anos e sem causa aparente começar a crescer muito em pouco tempo. Não se conhece as causas de sua formação, porém acometem mais as mulheres negras e as obesas.

Sintomas: períodos menstruais longos e dolorosos. Fluxo aumentado, anemia, sangramento fora do período menstrual, dores e problemas urinários.

Osteoporose


Falta de cálcio nos ossos, o que os torna porosos e frágeis. Estão mais propensas as mulheres brancas, de olhos claros, estatura pequena, sedentárias e no climatério, devido à queda de estrógeno. Contribuem negativamente o álcool, fumo e café em excesso. A prevenção consiste em um estilo de vida saudável, alimentação rica em cálcio e exercícios físicos.

Depressão

Segundo especialistas, devido às oscilações hormonais, mas não restrito somente a essa razão, as mulheres têm duas vezes mais chance de desenvolver depressão que os homens.
Os sintomas são extensos sendo os principais a falta de motivação ou de prazer em situações antes prazerosas, o isolamento social, tristeza contínua e sensação de desamparo, irritação, distúrbios do sono e em longo prazo Fadiga Crônica e Fibromialgia.


HPV


O Papiloma Vírus Humano tem mais de 100 tipos diferentes. É uma DST que pode provocar desde verrugas na pele e genitais até o câncer de colo de útero. A prevenção é o Papanicolau e sexo seguro.

Câncer de mama


Embora atinja também os homens, a incidência é absolutamente maior entre as mulheres. É a segunda maior causa de morte de mulheres no Brasil - perdendo apenas para as doenças cardíacas – e é também o segundo câncer mais comum perdendo apenas para o câncer de pulmão. Não existe uma causa específica conhecida, mas sabe-se que as mulheres que têm caso na família, as que menstruaram muito precocemente, que entraram tardiamente na menopausa e as que nunca amamentaram, estão mais propensas a desenvolver o câncer de mama. O melhor tratamento ainda é a prevenção: Autoexame regularmente e mamografia periódica.

Obesidade

A obesidade não é um problema exclusivamente feminino mas é com certeza um dos problemas mais preocupante para as mulheres além de ser um problema de saúde é também de beleza estética.

A obesidade traz consigo vários riscos a saúde em um nível mais elevado como a obesidade II e III a pessoa passa a ter pressão alta, diabetes tipo 2, colesterol, inchaço, fadiga e outros.

A maioria das pessoas que ficam obesas são devido à má alimentação e sedentarismo, isso complica outros riscos a saúde da mulher como câncer de mama, outros canceres, distúrbios menstruais, cólicas, dor de cabeça, osteoporose e outros.

Isso porque pesquisas já demonstraram que alimentação incorreta e falta de atividade física aumenta os riscos de todas as doenças citadas e a não mudança de habito compromete o resultado do tratamento. Inicie com um bom plano diário como uma boa dieta para emagrecer e exercícios leves.



A melhor maneira de prevenir as doenças está em uma boa alimentação e manter hábitos saudáveis.


Se inscreva no canal: YouTube

Curta a página :        Facebook

Siga no twitter:         Twitter

Adicione no:             Google Plus



Veja também:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

addthis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...